Comunidad Franciscana agradece a la red Iglesias y Minería por la solidaridad en el caso de las personas detenidas en Zimbabue

Caros compañeros de Iglesias y Mineria,

Envio adjunto una carta de agradecimiento de la entidad franciscana a la que pertenezco aquí en Brasil, al apoyo y solidaridad de ustedes en la cuestión de la prisión de nuestro grupo en Zimbabue, mientras visitamos la realidad de la minería en ese país.

Muchas gracias de corazón y vamos a continuar solidarios con aquel pueblo.

¡Paz y Bien!

Rodrigo Péret

A Custódia do Sagrado Coração de Jesus, da Ordem dos Frades Menores, agradece o seu apoio e solidariedade, que resultaram na libertação de Frei Rodrigo de Castro Amédée Péret. Frei Rodrigo foi preso com mais 21 pessoas, e participavam de uma missão de solidariedade, em área de garimpo e mineração, no Zimbábue.

Tratava-se de missão organizada pela Rede People’s Dialogue (uma rede de diálogo África – América Latina), cujos participantes eram da África do Sul, Suazilândia, Zâmbia, Quênia, Uganda, Zimbábue, Inglaterra e Brasil. A delegação estava no Zimbábue para uma visita de intercâmbio e solidariedade, buscando compreender a situação da mineração artesanal e participar do 9º aniversário do Massacre da Mina de Diamantes de Marange, próximo à cidade de Mutare, naquele país, quando foram assassinadas 200 pessoas.

A violência contra as comunidades atingidas pela mineração e os mineiros artesanais continua até hoje e vem crescendo desde a aquisição dos campos de diamantes pela recém-formada empresa de diamante Zimbabwe Consolidated Diamond Company (ZCDC). Entre as violações de direitos humanos cometidas em Marange temos também o deslocamento forçado de 1300 famílias. As famílias deslocadas estão passando por uma nova pobreza, pois não possuem terra suficiente para o cultivo agrícola.

Frei Rodrigo é o responsável pelo Serviço de Justiça, Paz e Integridade da Criação (JPIC) de nossa Custódia, é responsável internacionalmente pelo projeto JPIC & Mining da Família Franciscana, assessora as questões de mineração na Franciscans International, uma organização não governamental, nas Nações Unidas e é do grupo de referencia de People’s Dialogue e da Rede Iglesias y Mineria.

Estamos felizes com a libertação de Frei Rodrigo, bem como das outras pessoas. Contudo, o Zimbábue vive uma crise profunda. A situação das comunidades atingidas pela mineração e dos garimpeiros é gravíssima e necessita de apoio e solidariedade. O Cuidado da Casa Comum (Encíclica Laudato Si) é um chamado dos nossos tempos. A mineração, no mundo, enriquece a poucos, deixa um rastro de violações de direitos humanos, destruição da natureza e pobreza.

Muito obrigado pelo seu apoio e solidariedade. Paz e Bem!

Ribeirão Preto, 14 de Novembro de 2017

Frei Flaerdi Silvestre Valvasori

Ministro Custodial

Texto original de la carta

2017-11-15T15:49:09+00:00